Seguidores

Arquivo do blog

terça-feira, 29 de setembro de 2009

MIDIA

“Modelo de rádio no Brasil será definido até dezembro”.
(Fonte: http://www.ivanaldoxavier.blogspot.com/, em 25/09/2009).
O rádio brasileiro completou 87 anos na última sexta-feira (25) com boas perspectivas. O governo deve definir o modelo de rádio digital até dezembro. A nova tecnologia vai aumentar a qualidade do som, eliminando chiados e permitindo a multiplicação de canais e a transmissão de textos. Isso significa mais conteúdo e informação para os ouvintes. O Ministério das Comunicações escolherá entre o padrão americano, já testado, e o europeu, que será avaliado nos próximos meses.
A idéia é fortalecer a presença do rádio no cotidiano dos brasileiros. De acordo com a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE, em 2008, 88,9% dos lares tinham aparelhos de rádio, o que representa mais de 51 milhões de domicílios no país. O número dá a dimensão da importância do rádio em plena era de convergência tecnológica.
Mudanças – Muito já evoluiu no rádio desde as primeiras transmissões oficiais, em 1922, quando poucas pessoas conseguiram ouvir o discurso do então presidente Epitácio Pessoa na comemoração ao Centenário da Independência. O som tinha chiados e a estrutura era rudimentar: o presidente usou um telefone alto-falante para irradiar o discurso da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro, para o pavilhão onde acontecia a comemoração. Em 1923, foi inaugurada a primeira emissora de rádio no país, dirigida por Roquette-Pinto.
Nas décadas de 30 e 40, o rádio foi se estruturando e viveu a chamada época de ouro. Muitos programas que estão na memória dos brasileiros surgiram nessa época, como Repórter Esso e O Direito de Nascer, radionovela de 1951 que registrou recordes de audiência. Na música popular, nomes como Carmen Miranda, Silvio Caldas, Carlos Galhardo e Orlando Silva ganharam fama graças ao rádio. O veículo uniu o país nas transmissões das Copas do Mundo e esteve presente nos mais importantes momentos políticos. Era pelas ondas de rádio que chegavam, por exemplo, as notícias da 2ª Guerra Mundial.
Democratização - Até a criação do Código Brasileiro de Telecomunicações (CBT), em 1962, quem quisesse ter um aparelho de rádio em casa precisava pagar uma taxa ao governo para registrá-lo. O não pagamento levava o credor para a Dívida Ativa da União. O código extinguiu a cobrança e anistiou os devedores, democratizando o acesso ao rádio.
Em 1967, com o Ministério das Comunicações, nasceram muitas das políticas públicas que contribuíram para o desenvolvimento da radiodifusão no país, como a criação da radiodifusão comunitária, em 1998. O serviço representa um avanço na universalização do rádio, uma vez que atinge 60% dos municípios brasileiros.
Hoje, existem 3.819 rádios comunitárias no país, número superior ao de emissoras comerciais em FM. Essas rádios permitem às comunidades produzir conteúdo, com programação que inclui música, serviços e ofertas de emprego. Entre as beneficiárias estão comunidades quilombolas, indígenas e assentamentos agrícolas.

A PERSONALIDADE

"Esta seção tem o objetivo de prestar homenagem a personalidades, culturais, políticas e sociais, do País, publicando obras ou biografias. Cada personalidade, ficará por uma semana com sua História na tela. O Blog aceita contribuições, é só manda-las para: revupoeta@yahoo.com.br ou revupoeta@gmail.com ".
PATRÍCIA GALVÃO- (PAGÚ)
CANAL
Nada mais sou que um canal
Seria verde se fosse o caso
Mas estão mortas todas as esperanças
Sou um canal
Sabem vocês o que é ser um canal?
Apenas um canal?
Evidentemente um canal tem as suas nervuras
As suas nebulosidades
As suas algas Nereidazinhas verdes, às vezes amarelas
Mas por favor
Não pensem que estou pretendendo falar
Em bandeiras
Isso não
Gosto de bandeiras alastradas ao vento
Bandeiras de navio
As ruas são as mesmas.
O asfalto com os mesmos buracos,
Os inferninhos acesos,
O que está acontecendo?
É verdade que está ventando noroeste,
Há garotos nos bares Há,
não sei mais o que há.
Digamos que seja a lua nova
Que seja esta plantinha
voacejando na minha frente.
Lembranças dos meus amigos
que morreram Lembranças
de todas as coisas ocorridas
Há coisas no ar...
Digamos que seja a lua nova Iluminando o canal
Seria verde se fosse o caso
Mas estão mortas todas as esperanças
Sou um canal.

COPIANDO E REPASSANDO

"Esta secção, tem como objetivo socializar através da leitura dos posts uma obra literária de vulto. Todo dia será postado um texto do livro a ser abordado. Quem tiver sugestões e queira colaborar, envie nome das obras ou as mesmas para este exercício de compartilhar arquivos e conhecidos. Endereço Eletrônico: revupoeta@yahoo.com.br ou revupoeta@gmail.com “.
A OBRA
Vamos iniciar com a coletânea Mulheres, que reuni textos do escritor Uruguaio Eduardo Galeano. A obra compõe escritos de vários livros do autor, como a trilogia Memória do Fogo, O livro dos Abraços, Vagamundo, Palavras Andantes, Dias e Noites de Amor e Guerra, entre outros. Galeano autor do best seller As veias abertas da América Latina, faz uma homenagem carinhosa a mulheres ilustres e anônimas que ajudaram a construir a História das Américas.
O TEXTO
PARA INVENTAR O MUNDO CADA DIA
Conversamos, comemos, fumamos, caminhamos, trabalhamos juntos, maneiras de fazer o amor sem entrar-se , e os corpos vão se chamando enquanto viaja o dia rumo é noite.
Escutamos a passagem do último trem. Badaladas no sino da igreja. È meia noite.
Nosso trenzinho próprio desliza e voa, anda que te anda pelos ares e pelos mundos, e depois vem a manhã e o aroma anuncia o café saboroso, fumegante, recém feito. De sua cara sai uma luz limpa e seu corpo cheira a molhadezas.
Começa o dia.
Contamos as horas que nos separam da noite que vem. Então, faremos o amor, o tristecídio.

FÓRUM MUNDIAL 2010

Mobilização Global em Defesa da Mãe Terra acontecerá de 12 a 16 de Outubro em diversos países
Organizações indígenas, de trabalhadores/as rurais e de povos sem Estado convocam para a Mobilização Global em Defesa da Mãe Terra, que acontecerá de 12 a 16 de Outubro em diversos países. "...Cumprindo o mandato da IV Cúpula Continental de Povos e Nacionalidades Indígenas de Abya Yala, CONVOCAMOS a Minga / Mobilização Global em Defesa da Mãe Terra e dos Povos, contra a Mercantilização da Vida (Alimentos, Água, Biodiversidade, Bens Naturais); contaminação e degradação (por mineração, hidrocarbonetos, hidrelétricas, silvicultura, pecuária, biocombustíveis, transgênicos); o consumismo e a criminalização das lutas sociais; e pela construção do Tribunal de Justiça Climática, para julgar as transnacionais e os Estados que violam os direitos humanos, coletivos e da Mãe Natureza.
De 12 a 16 de Outubro, em cada canto do planeta, os/as que querem salvá-lo levantarão suas vozes contra a agressão capitalista expressada no saque e na mercantilização da vida. Porque sabemos que outros mundos não são apenas urgentes: eles são, acima de tudo, possíveis. E nós já estamos construindo-os."Para baixar o documento completo da convocatória (em castelhano), clique aqui .
Leia mais sobre o Fórum Social Mundial aqui: http://www.forumsocialmundial.org.br .

AÇÕES GOVERNAMENTAIS

Resultado da Ordem do Dia da Sessão da Câmara Municipal de Limeira
Sessão Ordinária dia 28 de Setembro de 2009 I – Projeto de Lei nº. 262/09, de autoria do Senhor Prefeito Municipal, que proíbe manter bovinos, ovinos, eqüinos, caprinos, muares, asininos e todos os demais animais que tragam risco a saúde pública em área de domínio público. (Adiado por duas sessões). II – Redação Final do Projeto de Lei nº. 292/09 de autoria do vereador Almir Pedro dos Santos, que dispõe sobre a instalação de placas em braile no interior dos táxis contendo o número dos mesmos para facilitar sua identificação por passageiros com deficiência visual no município de Limeira. (Aprovado). III – Projeto de Lei nº. 96/09, de autoria do vereador Carlinhos Silva, que altera a ementa e o artigo 1º da Lei nº. 4.026 de 2 de junho de 2006, que dispõe sobre a reserva de 5% das vagas nos projetos habitacionais no município de Limeira às chefes de família e de 3% aos idosos. (Prejudicado). IV – Projeto de Lei nº. 229/09, de autoria do vereador José Farid Zaine, que dispõe sobre a obrigatoriedade de serem disponibilizadas áreas adequadas para a recepção de material plástico, metal e outros recicláveis para viabilizar a correta destinação para a reciclagem. (Prejudicado). V – Projeto de Lei nº. 233/09, de autoria do vereador Silvio Marcelo Francisco Brito, que dispõe sobre a instalação de painéis opacos nas Agências Bancárias do município de Limeira, e dá outras providências. (Prejudicado). VI – Projeto de Resolução nº. 27/09, de autoria do vereador Paulo Hadich, que acrescenta ao parágrafo 5º ao Art. 228, da Resolução nº44, de 10 de julho de 1992 – Regimento Interno da Câmara Municipal de Limeira. (Adiado por duas sessões). VII – Projeto de Lei nº. 298/09, de autoria do Senhor Prefeito Municipal, que altera dispositivos da Lei nº. 2.293 de 21 de dezembro de 1989, que deu nova redação à Lei nº. 2.153 de 13 de janeiro de 1989. (Aprovado). VIII – Projeto de Lei nº. 315/09 de autoria do vereador Eliseu Daniel dos Santos, que dispõe sobre a denominação de ruas do loteamento denominado Jardim Campo Verde I e dá outras providências. (Aprovado). IX – Projeto de Lei Complementar nº. 316/09 de autoria do Senhor Prefeito Municipal que autoriza o Poder Executivo a conceder o benefício da redução da alíquota do imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza ISSQN e dá outras providências. (Prejudicado). X – Projeto de Lei Complementar nº. 317/09, de autoria do Senhor Prefeito Municipal, que dispõe sobre a redução da base de cálculo do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza ISSQN incidente na prestação de serviços que especifica. (Aprovado). Júnia Mariano Depto. Assessoria de Imprensa
http://br.mc511.mail.yahoo.com/mc/compose?to=imp_presidencia@camaralimeira.sp.gov.br 19 3404.7522Rua Pedro Zaccaria, 70 Fone/Fax: 19 3404.7500 CEP: 13484.350 LIMEIRASP

VAMOS VOTAR NA FOTO DO LUCIANO GARCIA

Olá!!
A algumas semanas atrás pedi para você votar numa foto minha que está participando de um concurso de fotografia. Ainda não soube o resultado a votação pois esta vai até o fim desse mês. Esse concurso é pequeno, de uma escola livre de arte e por essa votação estou concorrendo a 4 livros de fotografia. Assim que sair o resultado eu envio um e-mail dizendo como foi, etc...
Porém eu havia inscrito uma outra foto num outro concurso – o Foto Arte Brasília, só que esse outro concurso é muito mais concorrido pois, por ser um concurso nacional e, por ter prêmios em dinheiro, é muito mais concorrido. Para minha alegria, nesse concurso, eu ganhei uma “Menção Honrosa”, que não me garantiu uma colocação e logo um prêmio em dinheiro, mas coloca a minha foto na exposição oficial e ainda ela passa a concorrer pelo júri popular. Essa votação também é pela internet só que ela é mais burocrática.
Nesse sentido queria pedir uns minutinhos do seu tempo para me ajudar nessa votação. Para votar é necessário entrar no site do concurso http://www.fotoartebrasilia.com.br/, depois, você deve clicar no link “inscrições on-line”; aí você deve cadastrar seus dados pessoais, RG (o espaço para RG não é suficiente mas não tem problema se faltar um número), CPF, um nome para Login e uma senha. Após esse cadastro, você deve logar no site, ou seja: colocar o login que você escolheu no espaço próprio para ele, e depois a senha que você escolheu. Depois que você receber a mensagem dizendo que você entrou no site, clique no link amarelo que está escrito “júri popular”. A minha foto é a que está na última coluna, a quarta de cima para baixo. Uma floresta de “pínus” pegando fogo (igual a foto que segue em anexo). Aí basta clicar na palavra “votar” logo abaixo da foto.
A VOTAÇÃO FICA ABERTA SOMENTE ATÉ O DIA 5 DE OUTBRO
Essa minha foto foi feita no assentamento em que trabalho, no município de Iaras - SP. É uma floresta de “pínus” em que o governo federal retomou para fins de reforma agrária. Bastou o governo tomar pose da área que lhe pertencia e ainda colocá-la à disposição para Reforma Agrária que dias depois ela amanheceu pegando fogo. Quando fui ajudar a combater o incêndio tive a oportunidade de fazer essa foto.
Aproveito para lembrar que se você achar que minha foto não está tão boa e que tem outras melhores, você pode votar na que preferir. Eu juro que não ficarei bravo. Hehehe. Também peço que, se possível, que você divulgue essa votação para seus amigos, parentes, etc. Saiba que ficarei muito, mas muito agradecido MESMO e o prêmio será usado para encaminhar alguns projetos de fotografia. Até mais, _____________________________ Luciano Garcia Tel:(11) 9764-9973 http://br.mc511.mail.yahoo.com/mc/compose?to=lucianopjresa@yahoo.com.br Página pessoal: http://www.lucianofotos.com/ http://www.flickr.com/photos/lucianogarcia/

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

MOVIMENTOS SOCIAIS EM MOVIMENTO

Guardas arrecadam fundos para o movimento grevista O Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de Limeira (Sindsel) e a comissão formada por guardas municipais em greve se reuniram nesta segunda-feira, dia 28, às 9h, na sede da entidade para avaliar as últimas atividades do movimento grevista. Após a reunião, o Sindsel e a comissão percorreram os locais de trabalho arrecadando fundos de greve. O dinheiro arrecadado ajudará na compra de cestas básicas, que serão doadas aos grevistas. De acordo com a presidente do Sindsel, Eunice Ruth Araujo Lopes, essa é uma medida para garantir que as necessidades básicas dos guardas sejam mantidas durante a greve. “Infelizmente a greve já completou mais de cinquenta dias e não há previsão para acabar. Por isso, precisamos assegurar que os guardas tenham condições de continuar reivindicando seus direitos”, ressaltou Eunice. Na parte da tarde, às 13h, foi realizada uma assembleia em frente à prefeitura, na qual a categoria votou pela continuidade da greve. Depois da assembleia, os guardas foram dispensados. Amanhã, dia 29, às 13h, os guardas municipais voltam a se reunir no Paço Municipal para aguardar uma posição da prefeitura. Histórico da greve A greve da Guarda Municipal de Limeira teve início no dia 7 de agosto, após negociações frustradas com a prefeitura no dia 6 de agosto. Visando um acordo, os guardas municipais decidiram em assembleia no dia 10 de setembro reduzir a pauta de reivindicações da categoria. A nova pauta de reivindicações mantém apenas dois itens da proposta original, que foi protocolada no dia 5 de agosto, sendo: transformação das horas-extras em salário e a escala de horário de dois dias de trabalho por dois dias de folga. Quanto às outras reivindicações, a categoria aceitou aguardar até março do próximo ano, data-base da categoria. O movimento grevista conta com a adesão de gms dos diversos seguimentos da Guarda Municipal, tais como: Pelotão Rural, Ambiental, Operacional, Esquadrão Tático, Escolar e Ações Especiais. Atenciosamente, Nádia Pêrego Assessora de Comunicação do Sindsel (19) 3702-8447 (19) 9157-3575

A IMPRENSA E A GRIPE SUÍNA

Uma barriga monumental Escrito por Luiz Antonio Magalhães 26-Set-2009 No último sábado (19/9), fez dois meses que a Folha de S. Paulo publicou, em edição de domingo e na primeira página, um dos maiores absurdos da história do jornalismo brasileiro, que pode ser conferido abaixo, na reprodução da capa daquele fatídico dia: "Gripe suína deve atingir pelo menos 35 milhões no país em dois meses", vaticinou o jornal. Este observador já escreveu sobre o assunto (aqui e aqui), o próprio ombudsman do jornal repreendeu a Redação, mas é preciso voltar ao tema para que os leitores tenham a exata dimensão da barbaridade publicada pela Folha em 19 de julho. Se de fato 35 milhões de brasileiros tivessem sido contaminados pela gripe suína – Influenza A (H1N1), no nome científico –, pela estimativa de letalidade publicada na imprensa (0,6%, em média), 210 mil brasileiros já deveriam ter morrido da doença. Até domingo (20/9), porém, foram notificadas exatas 1.031 mortes em decorrência da gripe suína. A cada ano morrem, da gripe "normal", cerca de 4,5 mil brasileiros, especialmente no inverno. Sem limites A verdade é que a Folha cometeu terrorismo ao levar para primeira página um título irresponsável e jornalisticamente inaceitável, como deu a entender o ombudsman do jornal. Uma reportagem como a que saiu no jornal que se arvora o mais importante do país serve apenas para disseminar o pânico, deixar a população amedrontada. Agora, dois meses após o vaticínio, terá a Folha a coragem necessária para reconhecer o erro? Ou será que vai tudo passar em brancas nuvens, sem maiores esclarecimentos. Os leitores do Correio e do jornal já sabem: a gripe suína nem de longe infectou 35 milhões de brasileiros. E nem vai infectar, até porque a vacina já está praticamente pronta para ser aplicada em larga escala no país. O mínimo que o leitor do jornal merecia, portanto, é uma reportagem explicando por que o jornal cometeu um erro de avaliação tão grotesco. Uma notinha escondida na coluna "Erramos" não é suficiente para reparar o que saiu na primeira página de uma edição dominical. No fundo, a tal gripe suína foi mais uma grande cascata da imprensa, como o Ebola e certas "crises políticas" geradas no conforto das redações. A irresponsabilidade deveria ter limites. Na Folha, ao que parece, não há limites. Luiz Antonio Magalhães é jornalista e Editor Executivo do Observatório da Imprensa, onde este texto foi originalmente publicado. Contato: laccm@terra.com.br

AÇÕES GOVERNAMENTAIS

Agenda da Câmara Municipal de Limeira 28 de Setembro a 3 de Outubro de 2009 Segunda-feira (dia 28) 18h – Sessão Ordinária Local - Plenário “Vereador Vitório Bortolan” 19h30 – Tribuna Livre A convite do vereador Mário Botion (PR), o professor Edson de Jesus fará uso da Tribuna Livre. O assunto em pauta é a Agência Adventista de Desenvolvimento e recursos Assistenciais. Terça-feira (dia 29) 9h – Comissão de Assuntos Relevantes para Elaboração e Apreciação de Estudos ao Órgão Serviço de Verificação de Óbito (SVO). Presidente da Comissão, vereadora Nilce Segalla (PTB). Local – Plenário “Vereador Vitório Bortolan” 10h – Audiência Pública. Representantes do Executivo vão falar sobre o cumprimento das metas fiscais fixadas pela Lei de Diretrizes Orçamentárias, exercício de 2009, segundo quadrimestre. Local – Plenário Vereador Vitório Bortolan
19h – Câmara Itinerante Local – Salão Paroquial da Igreja São Benedito – Largo São Benedito. Quarta-feira (dia 30) 9h30 – Comissão de Assuntos Relevantes para estudar as condições dos deficientes visuais do Centro Educacional “João Fischer Sobrinho”, transferidos para o prédio no Jardim Caieira. Local – Gabinete de Lideranças PSB – PR – PT Quinta-feira (1º) 18h – Comissão de Assuntos Relevantes para promover estudos para combater a implantação de loteamentos clandestinos de “Chácaras de Recreio” no município de Limeira. Local – Plenário Vereador Vitório Bortolan Sexta-feira (dia 2) 20h – Palestra sobre meditação com Alexandre de Souza Araújo. Local – Plenário Vereador Vitório Bortolan. Durante a semana a população pode ver a Exposição “Limeirenses Ilustres” no saguão da Câmara Municipal de Limeira. A Câmara Municipal de Limeira fica localizada a Rua Pedro Zaccaria, 70, Jardim Nova Itália. Telefone (19) 3404-7500 ou 3404-7522 ou 3404-7529(Imprensa). Júnia Mariano
Depto. Assessoria de Imprensa
http://br.mc511.mail.yahoo.com/mc/composeto=imp_presidencia@camaralimeira.sp.gov.br 19 3404.7522Rua Pedro Zaccaria, 70 Fone/Fax: 19 3404.7500 CEP: 13484.350 LIMEIRASP

PIRÂMIDE SOCIAL

RICOS GASTAM EM 03 DIAS O QUE POBRES LEVAM UM ANO PARA GASTAR
No Brasil, o que um pobre gasta em um ano é o mesmo gasto por um rico --que faz parte de 1% da população-- em três dias. A constatação é do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), que divulgou hoje (24) uma análise com base nos dados apresentados na semana passada pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) relativa ao ano de 2008.
“Apesar de estar registrando desde 2001 queda da desigualdade social num ritmo realmente bom, o Brasil ainda é um monumento à desigualdade. Aqui, uma família considerada pobre leva um ano para gastar o mesmo que o 1% mais rico gasta em apenas três dias”, informa o pesquisador do Ipea, Sergei Soares. Para medir o índice de desigualdade do país, o Ipea adotou o chamado índice de Gini, que varia de zero a um. Quanto mais próximo de um for esse índice, menos justa é a distribuição de renda da sociedade.
Em 2001, o índice de Gini no Brasil estava em 0,594. Desde então, vem caindo ano a ano, e chegou a 0,544 em 2008.

COPIANDO E REPASSANDO

"Esta secção, tem como objetivo socializar através da leitura dos posts uma obra literária de vulto. Todo dia será postado um texto do livro a ser abordado. Quem tiver sugestões e queira colaborar, envie nome das obras ou as mesmas para este exercício de compartilhar arquivos e conhecidos. Endereço Eletrônico: revupoeta@yahoo.com.br ou revupoeta@gmail.com “.
A OBRA
Vamos iniciar com a coletânea Mulheres, que reuni textos do escritor Uruguaio Eduardo Galeano. A obra compõe escritos de vários livros do autor, como a trilogia Memória do Fogo, O livro dos Abraços, Vagamundo, Palavras Andantes, Dias e Noites de Amor e Guerra, entre outros. Galeano autor do best seller As veias abertas da América Latina, faz uma homenagem carinhosa a mulheres ilustres e anônimas que ajudaram a construir a História das Américas.
O TEXTO
A ameixa gorda, de puro caldo que te inunda de doçura, deve ser comida, como você me ensinou, com os olhos fechados. A ameixa vermelhona, de polpa apertada e vermelha, deve ser comida sendo olhada.
Você gosta de acariciar o pêssego e despi-lo a faca, e prefere que as maças venham opacas para que cada um possa faze-las brilhar com as mãos.
O limão inspira a você respeito, e as laranjas, riso. Não há nada mais simpático que as montanhas de rabanete e nada mais ridículo que o abacaxi, com sua couraça de guerreiro medieval.
Os tomates e os pimentões parecem nascidos para se exibirem de pança para o sol nas cestas, sensuais de brilhos e preguiças, mas na realidade os tomates começam a viver sua vida quando se misturam ao orégano, ao sal e ao azeite, e os pimentões não encontram seu destino até que o calor do forno os deixa em carne viva e nossas bocas os mordem com desejo.
As especiarias formam, na feira, um mundo á parte. São minúsculas e poderosas. Não há carne que não se excite e jorre caldos, carne de vaca ou de peixe, de porco ou de cordeiro, quando penetrada pelas especiarias. Nós temos sempre presente que se não fosse pelos temperos não teríamos nascido na América, e nos teria faltado magia na mesa e nos sonhos. Ao fim e ao cabo, foram os temperos que empurraram Cristóvão Colombo e Simbad, o Marujo.
As folhinhas de louro tem uma linda maneira de se quebrarem em sua mão antes de cair suavemente sobre a carne assada ou os ravioles. Você gosta muito do romeiro e da verbena, da noz-moscada, da alfavaca e da canela, mas nunca saberá se é por causa dos aromas, dos sabores ou dos nomes. A salsinha, tempero dos pobres, leva uma vantagem sobre todos os outros: é o único que chega aos pratos verde e vivo e úmido de gotinhas frescas.

A PERSONALIDADE

"Esta seção tem o objetivo de prestar homenagem a personalidades, culturais, políticas e sociais, do País, publicando obras ou biografias. Cada personalidade, ficará por uma semana com sua História na tela. O Blog aceita contribuições, é só manda-las para: revupoeta@yahoo.com.br ou revupoeta@gmail.com ".
PATRÍCIA GALVÃO- (PAGÚ)
Jornalista, escritora e ativista política brasileira
Patrícia Galvão, Pagu Da Página 3 Pedagogia & Comunicação Divulgação/Unicamp Através de Pu-Yi, o último imperador chinês, Pagu trouxe as sementes de soja ao Brasil
Patrícia Rehder Galvão defendia a participação ativa da mulher na sociedade e na política - e foi a primeira brasileira do século 20 a ser presa política. Aos 15 anos, estudava para professora na Escola Normal e era colaboradora de um jornal de bairro em São Paulo, com o pseudônimo Patty.De acordo com seu biógrafo Augusto de Campos, o apelido Pagu foi dado pelo poeta Raul Bopp, quando Patrícia lhe mostrou alguns poemas. Bopp sugeriu que ela adotasse um nome literário feito com primeiras sílabas de seu nome e sobrenome: Pagu. Foi um engano de Bopp, pensando que a moça se chamasse Patrícia Goulart. Mas ele escreveu um poema para ela, O coco de Pagu, e o apelido pegou.Tinha 19 anos quando conheceu o casal de modernistas Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral que a apresentaram ao movimento antropofágico e praticamente a "adotaram".
Em 1930 Oswald separou-se de Tarsila e se casou-se com Pagu que estava grávida de seu primeiro filho, Rudá de Andrade, nascido no mesmo ano. Três meses após o parto, Pagu viajou para Buenos Aires, na Argentina, para participar de um festival de poesia. Conheceu Luís Carlos Prestes, e voltou entusiasmada com os ideais marxistas.Na volta, filiou-se ao Partido Comunista (PCB), junto com Oswald.
Foi o início de um período de intensa militância política. Em março de 1931, o casal fundou o jornal "O Homem do Povo", que apoiava "a esquerda revolucionária em prol da realização das reformas necessárias". Em seus artigos, Pagu criticava as "feministas de elite", e os valores das mulheres paulistas das classes dominantes. Oswald publicou ataques à Faculdade de Direito do Largo São Francisco, chamando-a de "cancro" que minava o Estado. O tablóide foi empastelado pelos estudantes da faculdade e o Secretário de Segurança do Estado mandou fechar o jornal. No mesmo ano, em 15 de abril de 1931, Pagu foi presa como militante comunista, durante uma greve dos estivadores em Santos.
Quando foi solta, o PCB a fez assinar um documento em que se declarava uma "agitadora individual, sensacionalista e inexperiente". Seu primeiro romance, "Parque industrial", foi publicada em 1933, mas Pagu teve de assiná-la como Mara Lobo: foi uma exigência do Partido Comunista. A obra é uma narrativa urbana sobre a vida das operárias da cidade de São Paulo.
Jornalismo
Correspondente de vários jornais, Pagu visitou os Estados Unidos, o Japão e a China. Entrevistou Sigmund Freud e assistiu à coroação de Pu-Yi, o último imperador chinês. Foi por intermédio dele que Pagu conseguiu sementes de soja, enviadas ao Brasil e introduzidas na economia agrícola brasileira. A seguir, Pagu foi à União Soviética. Registrou, em "Verdade e Liberdade", sua decepção com o comunismo: "o ideal ruiu, na Rússia, diante da infância miserável das sarjetas, os pés descalços e os olhos agudos de fome".
Filiou-se ao PC na França, onde também fez cursos na Sorbonne, em Paris. Foi presa como militante comunista estrangeira, em 1935. Ia ser deportada para a Alemanha nazista, quando o embaixador brasileiro Souza Dantas conseguiu mandá-la de volta ao Brasil.Pagu separou-se de Oswald de Andrade e começou a trabalhar no jornal "A Platéia". Durante a revolta comunista de 1935, Pagu foi presa e torturada outra vez. Cumpre cinco anos e mais seis meses por se recusar a prestar homenagem a Adhemar de Barros, interventor federal em visita ao presídio. Nesse período, foi perseguida pelos integrantes do PC.
Patrícia rompe com o partido ao sair da cadeia, em 1940. Estava muito doente, arrasada, e pesava 44 quilos - tentou suicídio ao ser libertada.No ano seguinte, casada com o jornalista Geraldo Ferraz, teve seu segundo filho, Geraldo Galvão Ferraz. Trabalhou nos jornais cariocas "A Manhã", "O Jornal", e nos paulistanos "A Noite" e "Diário de São Paulo". Com o pseudônimo de King Shelter, escreveu contos de suspense para a revista "Detetive", dirigida pelo dramaturgo Nelson Rodrigues.Voltou a tentar suicídio, em 1949.
Nos anos seguintes, foi crítica literária, teatral e de televisão no jornal "A Tribuna", de Santos. Nessa cidade, liderou a campanha para a construção do Teatro Municipal, além de fundar a Associação dos Jornalistas Profissionais. Também criou a "União do Teatro Amador de Santos", por onde passariam os novatos Aracy Balabanian, José Celso Martinez Correa, Sérgio Mamberti e Plínio Marcos.
Pagu voltou a Paris em setembro de 1962, para ser operada de câncer. A cirurgia não teve êxito e ela tentou suicídio novamente. Muito doente, viveu até dezembro. Na véspera de sua morte, um último texto seu é publicado em "A Tribuna" - o poema "Nothing".

FOTOPOEMA

“ Nada lhe tira o direito de Sonhar vivendo o real e pensando o futuro”
FOTO: luciano Garcia
"Mais uma parceria com um artista. Desta feita um artista das lentes, do registro de imagens. Luciano Garcia é um garoto da Capital São Paulo que conhecí na Militancia Política. Mesmas origens que as minhas, este católico de esquerda, começou na fotografia clicando pessoas em movimento, pessoas em luta por condições melhores de vida. Cada imagem deste menino, que despertou para a arte de fotografar em 1997, traz sofrimentos, angustias, esperanças e solidariedade do povo pobre, trabalhador e excluído de oportunidades. Suas fotos despertou em mim o desejo de escrever poesia, sobre cada foto de Luciano. Mas versos e frases livres, tiradas de minhas impressões sobre as imagens. È lindo e revela milhões de sensações o que venho extraindo de cada trabalho de Luciano. Se você quiser conhecer mais o trabalho deste artista acesse os seguintes endereços: http://www.lucianofotos.com/ e http://www.flickr.com/photos/lucianogarcia/ ."

DICA DE FILMES

"Feira de Filmes é uma loja de DVDs voltados para as lutas populares e sociais. A loja tem um acervo enorme de filmes alternativos, independentes e de temáticas de esquerda e revolucionária. Quem quiser adquirir, o endereço eletrônico é: feiradefilmes@gmail.com ou pelo telefone:11-6621-5033. Vou publicar aqui sinopse de dois DVDs por dia, mas a lista completa é só pedir que a loja envia".
“Mundo Cola” - de Irene Angelico
A história por trás da bebida nº 1 do mundo, mais consumida até que a água. O poder de influenciar comportamentos inserindo o estilo de vida estadunidense, a relação com a política (com guerras ou com a paz a empresa sempre se aproveitou das situações), e a influência em fatos históricos do séc. XX fazem a Coca-Cola ser muito mais do que uma empresa de bebidas. Como um líquido 99% composto por água com açúcar pode transformar culturas e influenciar a vida de bilhões de pessoas? Em Mundo-Cola,descubra como um elixir medicinal, inventado por um farmacêutico dependente de morfina, transformou-se na bebida mais adorada em todo o planeta. Conheça as espertíssimas estratégias de marketing (desde a invenção do Papai Noel ás gigantescas campanhas internacionais) que fazem a Coca-Cola ser consumida mais de 900 milhões de vezes por dia, e saiba como você pode ter sido influenciado por ela, sem nem ter se dado conta.
“Vida em Cana” de Jorge Wolney Atalla
Há séculos que a cana-de-açúcar exerce um papel fundamental nas vidas de milhões de pessoas no Brasil. Hoje, mais de 1.3 milhões de pessoas estão envolvidas diretamente nesta agroindústria, das quais 800 mil são cortadores de cana. Os protagonistas são cortadores de cana-de-açúcar, "brava gente de bem" com caráter, com determinação, com sua esperança, sua fé e seus sonhos, exemplos preciosos de nossos trabalhadores rurais. Uma vida sofrida mais rica em valores humanos. Em média, cada trabalhador corta cana suficiente para a produção de 22 toneladas de açúcar por dia. Desse total, menos do que o valor equivalente a cinco quilos ficará em seu bolso, depois de uma estafante jornada, iniciada com o primeiro canto do galo.

CONVITE

CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA
Ficou marcado para o dia 17 de Outubro a 1ª Conferência Municipal de Cultura Esta conferência é a oportunidade de você dar a sua opinião sobre a cultura Limeirense e ajudar a traçar novos rumos para os nossos anseios. Aproveite esta oportunidade.
Ficou marcado para Quinta_feira 01/10 ás 19:30h no Palacete Levy uma Prè Reunião sobre os procedimentos desta Conferência. COMPAREÇA para auxiliar no andamento na mesma.
Esta Conferência será discutida com base em cinco eixos:
I - PRODUÇÃO SIMBÓLICA E DIVERSIDADE CULTURAL Foco: produção de arte e de bens simbólicos, promoção de diálogos interculturais, formação no campo da cultura e democratização da informação. - Produção de Arte e Bens Simbólicos - Convenção da Diversidade e Diálogos Interculturais - Cultura, Educação e Criatividade - Cultura, Comunicação e Democracia
II - CULTURA, CIDADE E CIDADANIA Foco: cidade como espaço de produção, intervenção e trocas culturais, garantia de direitos e acesso a bens culturais - Cidade como Fenômeno Cultural - Memória e Transformação Social - Acesso, Acessibilidade e Direitos Culturais
III - CULTURA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Foco: a importância estratégica da cultura no processo de desenvolvimento - Centralidade e Transversalidade da Cultura - Cultura, Território e Desenvolvimento Local - Patrimônio Cultural, Meio Ambiente e Turismo
IV - CULTURA E ECONOMIA CRIATIVA Foco: economia criativa como estratégia de desenvolvimento - Financiamento da Cultura - Sustentabilidade das Cadeias Produtivas da Cultura - Geração de Trabalho e Renda
V - GESTÃO E INSTITUCIONALIDADE DA CULTURA Foco: fortalecimento da ação do Estado e da participação social no campo da cultura - Sistemas Nacional, Estaduais e Municipais de Cultura - Planos Nacional, Estaduais, Municipais, Regionais e Setoriais de Cultura - Sistemas de Informações e Indicadores Culturais
Tudo sobre uma CONFERÊNCIA você pode encontrar em nossa página

GOLPE EM HONDURAS

O Brasil e a crise política em Honduras O Brasil vive um momento de respeitabilidade internacional sem precedentes e que tem contribuído para sedimentar novos consensos junto a organismos internacionais. Diante da imprevisibilidade com que atuam os golpistas em Honduras, a gestão da crise dependerá fundamentalmente da perícia diplomática brasileira e do cuidado técnico em não contribuir para o aprofundamento da violência militar. O artigo é de Carol Proner. Carol Proner (*)
A atual crise vivida por Honduras constitui um caso importante a ser estudado pelo direito internacional do nosso país. Primeiro porque se trata de um conflito que repercute mundialmente e que implica de modo amplo a América Latina e particular o Brasil. Também porque a análise requer a ponderação de diversos aspectos que incluem a legalidade do governo hondurenho e a aplicação de medidas e normas por uma autoridade que não é reconhecida internacionalmente como legítima e, ao mesmo tempo, um amplo espectro geopolítico que vem determinando as ações adotadas por outros países.
O Brasil atualmente está no centro da crise por haver recebido José Manuel Zelaya Rosales em sua Embaixada na condição de convidado por ser o presidente legítimo de Honduras. Zelaya não foi recebido na condição de asilado político, mas de Presidente legítimo. Essa condição de autoridade constitucional já havia sido confirmada por outros 192 países nas Nações Unidas que, por unanimidade, votaram uma resolução de repúdio ao Golpe de Estado exigindo a restauração imediata e incondicional do Presidente Zelaya.
No âmbito interamericano a decisão unânime foi no sentido da suspensão de Honduras da Organização dos Estados Americanos com base na ruptura da ordem democrática e no fracasso de iniciativas diplomáticas (Carta Democrática Interamericana).Outros Estados também adotaram medidas concretas como forma de pressionar o governo golpista a restabelecer a legitimidade. A Comissão Européia anunciou o congelamento de um fundo de ajuda orçamentária ao governo de Honduras e, após haver chamado para consultas todos os embaixadores de seus países-membros com representatividade no país, ratificou a suspensão das negociações de um acordo comercial com os países da América Central até que o presidente deposto retorne ao poder. França, Espanha e Itália tomaram medidas de repúdio ao golpe e o embaixador da Alemanha deixou o país.
A Espanha comunicou a expulsão do embaixador hondurenho em Madri depois de sua destituição pelo presidente Zelaya e destacando ser um ato de coerência com o compromisso da comunidade internacional de manter a interlocução oficial com o governo constitucional de Honduras.
O Departamento de Estado norte-americano, embora pressionado por setores ultraconservadores, anunciou a suspensão da concessão de vistos não emergenciais a cidadãos hondurenhos e planejam cortar mais US$ 25 milhões em assistência caso Zelaya não seja restituído à Presidência. O caso de Honduras já seria interessante pelo ineditismo de canalizar o amplo repúdio da comunidade internacional a golpes militares e a interrupções bruscas e ditatoriais da normalidade democrática. Mas outros elementos o fazem especialmente chamativo, como o posicionamento do Departamento de Estado norte-americano até o momento e a expectativa pelos gestos futuros, a mudança de postura da OEA que também responde a uma renovação trazida pelo governo de Obama e a coordenação latino-americana em torno de causas comuns.
O Brasil vive um momento de respeitabilidade internacional sem precedentes e que tem contribuído para sedimentar novos consensos junto a organismos internacionais, mas diante da imprevisibilidade com que atuam os golpistas, a gestão da crise dependerá fundamentalmente da perícia diplomática brasileira e do cuidado técnico em não contribuir para o aprofundamento da violência militar. Não há razões para suspeitar que o Itamaraty seja incapaz de enfrentar o ineditismo desse desafio, apesar da resposta covarde dos golpistas e dos saudosistas de regimes militares. Estes não apenas em Honduras.
(*) Carol Proner é doutora em Direito, Professora de Direito Internacional da UniBrasil e Pesquisadora da l'École des hautes études en sciences sociales em Paris, Professora do Programa de Direitos Humanos e Desenvolvimento da Universidade Pablo de Olavide, Sevilha. carolproner@uol.com.br .

domingo, 27 de setembro de 2009

A PERSONALIDADE

"Esta seção tem o objetivo de prestar homenagem a personalidades, culturais, políticas e sociais, do País, publicando obras ou biografias. Cada personalidade, ficará por uma semana com sua História na tela. O Blog aceita contribuições, é só manda-las para: revupoeta@yahoo.com.br ou revupoeta@gmail.com ".
MARIO PRATA
A OBRA DE HOJE
DIÁRIO DE UM MAGRO(Livro) APRESENTAÇÃO Você é minuciosamente revistado na entrada (dizem que um paciente levou patê num tubo de pasta de dentes); tiram o sal da sua comida (um outro foi pego pagando duzentos reais por um jornal - recheado de presunto e queijo); tiram o açúcar da sua comida (no bosque, havia um laguinho com lindos peixinhos ornamentais. Foram transformados em deliciosos sashimis. Acabaram com o laguinho).
Lendas? Talvez. Mas acabam com sua comida (as cinco refeições do dia, deliciosas, cabem na metade de um prato de sobremesa); bebida? Só água, suquinhos ralos; o sorvete? Um gelinho colorido com sabores geralmente inexplicáveis; você fica lá, dias, incomunicável quase, e, na hora de ir embora, que saudade, meu Deus!
Como é dura a vida aqui fora! O livro de Mario Prata é um poema bem-humorado sobre SPA, que eu li deliciado, saudoso dos quinze dias em que passei por lá, redescobrindo a vida, a saúde, a auto-estima.Pára de ler essa orelha, e leva logo esse livro! Você nao sabe o que está perdendo.
Antônio Fagundes

DICA DE FILMES

"Feira de Filmes é uma loja de DVDs voltados para as lutas populares e sociais. A loja tem um acervo enorme de filmes alternativos, independentes e de temáticas de esquerda e revolucionária. Quem quiser adquirir, o endereço eletrônico é: feiradefilmes@gmail.com ou pelo telefone:11-6621-5033. Vou publicar aqui sinopse de dois DVDs por dia, mas a lista completa é só pedir que a loja envia".
Freud além da alma” de John Huston
Baseado no roteiro escrito pelo filósofo Jean-Paul Sartre (que não consta nos créditos do filme), com uma linguagem metafórica e onírica, o filme pretende mostrar a teoria freudiana do inconsciente. Através do conflito interior que viveu Freud enquanto tentava penetrar no obscuro “Inconsciente” de seus pacientes, pois temia encontrar o inefável, o impensável (na verdade, Freud temia encontrar a sua própria essência...) Freud - Além da Alma é um filme acadêmico, inteligente e instigante, que nos permite uma melhor compreensão das teorias freudianas sobre o funcionamento da mente, e como o pensamento psicanalítico irrompeu na sociedade vienense e depois no mundo.
"Freud: A Invenção Da Psicanálise"
Francês, legendado em Português, 90 min. Mostra a trajetória da psicanálise, desde seu nascimento até as direções tomadas no período após a morte de Freud, associando-a aos fatos históricos de cada época.

COPIANDO E REPASSANDO

"Esta secção, tem como objetivo socializar através da leitura dos posts uma obra literária de vulto. Todo dia será postado um texto do livro a ser abordado. Quem tiver sugestões e queira colaborar, envie nome das obras ou as mesmas para este exercício de compartilhar arquivos e conhecidos. Endereço Eletrônico: revupoeta@yahoo.com.br ou revupoeta@gmail.com “.
A OBRA
Vamos iniciar com a coletânea Mulheres, que reuni textos do escritor Uruguaio Eduardo Galeano. A obra compõe escritos de vários livros do autor, como a trilogia Memória do Fogo, O livro dos Abraços, Vagamundo, Palavras Andantes, Dias e Noites de Amor e Guerra, entre outros. Galeano autor do best seller As veias abertas da América Latina, faz uma homenagem carinhosa a mulheres ilustres e anônimas que ajudaram a construir a História das Américas.
O TEXTO
AS FORMIGAS Tracey Hill era menina num povoado de Connecticut, e se divertia com diversões próprias de sua idade, como qualquer outro anjinho de Deus no estado de Connecticut ou em qualquer outro lugar deste planeta. Um dia, junto a seus companheiros de escola, Tracey se pôs a atirar fósforos acesos num formigueiro. Todos desfrutaram daquele sadio entretenimento infantil; Tracey, porém, ficou impressionada com uma coisa que os outros não viram, ou fizeram como se não vissem, mas que a deixou paralisada e deixou nela, para sempre, um sinal na memória: frente ao fogo, frente ao perigo, as formigas separavam-se em casais e assim, de duas em duas, bem juntinhas, esperavam a morte.

FOTOPOEMA

“ Lugar de Mulher é na luta por tempos melhores, para ela e para os seus”- “ Lugar de Mulher é na luta por tempos melhores, para ela e para os seus”
FOTO: luciano Garcia
"Mais uma parceria com um artista. Desta feita um artista das lentes, do registro de imagens. Luciano Garcia é um garoto da Capital São Paulo que conhecí na Militancia Política. Mesmas origens que as minhas, este católico de esquerda, começou na fotografia clicando pessoas em movimento, pessoas em luta por condições melhores de vida. Cada imagem deste menino, que despertou para a arte de fotografar em 1997, traz sofrimentos, angustias, esperanças e solidariedade do povo pobre, trabalhador e excluído de oportunidades. Suas fotos despertou em mim o desejo de escrever poesia, sobre cada foto de Luciano. Mas versos e frases livres, tiradas de minhas impressões sobre as imagens. È lindo e revela milhões de sensações o que venho extraindo de cada trabalho de Luciano. Se você quiser conhecer mais o trabalho deste artista acesse os seguintes endereços: http://www.lucianofotos.com/ e http://www.flickr.com/photos/lucianogarcia/ ."

METALÚRGICOS FAZEM LUTA E CONQUISTAM

Metalúrgicos de Campinas conquistam reajuste acima da inflação
A conquista foi alcançada na paralisação das montadoras Honda e Toyota. As mobilizações em Campinas e região devem continuar na próxima semana 21/09/2009 Reginaldo Cruz De Campinas (SP)
O Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e região iniciou nesta semana as mobilizações da campanha salarial 2009, realizando paralisações de 24 e 48 horas em várias empresas. A categoria, que tem data base em agosto para o setor de eletro-eletrônicos e setembro para o setor de autopeças, montadoras, fundição, máquinas e equipamentos, reivindica 6,53% de reposição das perdas salariais do último período, conforme índice do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e aumento real de 2% nos salários. As mobilizações com greves de 24 e 48 horas foram aprovadas em assembleia realizada pela categoria no último domingo, dia 13 de setembro.
As primeiras greves aconteceram na segunda-feira, dia 14, com a paralisação das montadoras Honda e Toyota, localizadas nos municípios de Sumaré e Indaiatuba, respectivamente. Nestas empresas houve acordo em cima de uma proposta de 10% de reajuste salarial e a greve foi encerrada.
Nos demais segmentos, como fundição, autopeças e máquinas eletrônicas, as empresas apresentaram propostas apenas com o reajuste do INPC.
Na quarta-feira foram paralisadas as atividades na Foxcom, empresa do ramo eletrônico localizada em Indaiatuba e nas unidades da Mabe, que fabrica produtos da linha branca (fogões e geladeira) em Campinas e Hortolândia. De acordo com o presidente do Sindicato, Jair dos Santos, estas mobilizações tem o objetivo de pressionar os patrões a apresentar uma proposta de aumento real aos trabalhadores.
Segundo o sindicalista, apesar da crise econômica, as ações do governo federal, como a redução de IPI para a produção de automóveis e produtos da linha branca possibilitaram o aumento das vendas e as empresas recuperaram a produção. “Como alertamos no ano passado, a crise atingiu nossa categoria no início do ano e aconteceram muitas demissões. Mas a redução do IPI permitiu a recuperação das empresas a partir do mês de março, tanto que as empresas bateram recordes de vendas e em junho a indústria automobilística bateu o recorde histórico de vendas”, observa Jair dos Santos.
Na opinião do dirigente sindical, os trabalhadores perceberam que apesar da crise as empresa estavam em plena produção, com o aumento do número de horas extras. Isso possibilitou um ambiente propicio para as mobilizações. “Mostramos um comparativo que a partir de março houve uma recuperação da produção, o que possibilita que os trabalhadores possam ir além da inflação. Isso tem dado confiança e nos temos encontrado um ambiente de paralisação bastante positivo o que esta revertendo em acordos acima da inflação, como aconteceu com as montadoras”, comemora.
Conforme informou o presidente do Sindicato, as mobilizações devem continuar na próxima semana e depois será realizada uma nova assembleia com a categoria para avaliar a campanha salarial de 2009.

UM PALACETE DE GENTE SIMPLES

A história do palacete "surrealista" que virou a casa de gente simples
Cerca de 250 pessoas fazem parte da história viva da vila urbana mais antiga de São Paulo e lutam para resistir à especulação imobiliária 24/09/2009 Patrícia Benvenuti, Da Reportagem
No início eram bailes, orquestras e uma proposta arquitetônica inovadora. Oito décadas depois, degradação, incertezas e ações judiciais tomam o cenário da Vila Itororó, no bairro do Bixiga, região central de São Paulo. Mais antiga vila urbana da cidade, o espaço virou o foco de uma disputa entre o poder público, que diz ter planos para restaurar seu patrimônio histórico, e os moradores, que lutam para continuar vivendo no local e ter seus direitos reconhecidos.
Em agosto desse ano, a 1ª Vara da Fazenda Pública determinou a imissão provisória na posse para Secretaria de Estado da Cultura, após o depósito, em juízo, do valor de oito milhões de reais, correspondente à indenizaçã­o devida à Fundação Leonor de Barros Carvalho, atual proprietária da vila, desapropriada em 2006.
Das mãos do governo do Estado o conjunto será repassado à Prefeitura de São Paulo, que pretende transformá-lo em um centro cultural por meio de um projeto elaborado pela Secretaria Municipal de Cultura. Como consequência, devem ser removidas da vila cerca de 250 pessoas, que não sabem qual será o seu destino.
“A vila era linda”
Foi aos 20 e poucos anos que Maria de Lourdes Di Donato se mudou para a Vila Itororó e, de lá, nunca saiu. Natural de Laranjal Paulista, interior de São Paulo, a aposentada de 79 anos tem mais de 60 de vila e é hoje a moradora mais antiga. Da cozinha de sua casa, com vista para o pátio coletivo, ela relembra os bons tempos do lugar.
"A vila foi maravilhosa. Muito bem organizada, nunca teve uma sujeira, tudo arrumadinho. Era um espetáculo, a vila era linda”, relata.
A vizinhança também era excelente, garante Lourdes, que se anima mais quando conta do clube que existia dentro da vila. Com festas, esgrima e outros esportes, o clube era o ponto de encontro entre os moradores.
"Cada baile que tinha, gente, com orquestra. Minha irmã foi diretora por muitos anos. Tinha muita festa ali, tinha festa de São João. A piscina era uma delícia, a gente fazia churrasco no sábado, passava os convites para os conhecidos. Era muito gostoso. Tudo acaba, né?", lamenta.
Idealizada pelo tecelão português Francisco de Castro durante os anos 20, a vila foi concluída em 1929, dando origem a um palacete cercado por 37 casas de aluguel. O terreno, de 4,5 mil metros quadrados, ocupa meia quadra entre as ruas Martiniano de Carvalho, Monsenhor Passalaqua, Maestro Cardim e Pedroso.
Em sua construção, foram utilizadas partes do antigo teatro São José, incendiado em 1917, como carrancas, brasões, vitrais circulares e dois grandes leões que guardam a entrada do palacete, que serviu de moradia para o tecelão português.
O palacete e algumas casas são as únicas edificações que podem ser vistas da rua Martiniano de Carvalho. Isso porque a vila foi construída em um desnível de dez metros – para acessar as outras casas, é preciso descer uma longa escadaria, que chega ao pátio central.
A vila também foi a primeira na cidade a ter uma piscina residencial, utilizando-se do riacho do Vale Itororó, que passava onde, atualmente, está a Avenida Vinte e Três de Maio. Toda a extravagância rendeu-lhe o apelido, na época, de “Casa Surrealista”.

CAMPANHA DA FICHA LIMPA

Projeto de iniciativa popular será entregue na terça-feira, 29/09, no Congresso Nacional Os esforços de mais de um ano da Campanha Ficha Limpa serão entregues ao Congresso Nacional na terça-feira, 29/09, às 11:30h. As 1 milhão e 300 mil de assinaturas, arrecadadas pela sociedade civil em todo o Brasil, serão repassadas ao presidente da Câmara dos Deputados, deputado Michel Temer.
A partir das 9h haverá a concentração de membros do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) e da sociedade civil em frente ao Congresso Nacional. Às 10h haverá uma sessão solene em comemoração aos 10 anos da primeira lei de iniciativa popular do país, a lei 9840/99, que trata do combate à compra de votos e ao uso eleitoreiro da máquina administrativa. Às 11h30, juristas, sociedade civil e representantes das 43 entidades que compõem o Comitê Nacional do MCCE se dirigirão ao salão verde do Congresso para o encontro com Temer, quando haverá a entrega oficial do PL e das assinaturas da Campanha Ficha Limpa.
Ciente de que muitos formulários ainda circulam pelo país devido a greve dos Correios, o MCCE se compromete a entregar as assinaturas que chegarem a Brasília depois do dia 29/09, mesmo com o PL já tramitando no Congresso Nacional. “Não ficaremos com nenhuma assinatura e também fazemos um apelo para que as pessoas não guardem formulários em casa”, acrescenta a secretária executiva do Movimento, Cristiane Vasconcelos.
A entrega das assinaturas marca o encerramento da primeira fase da Campanha Ficha Limpa, caracterizada pela coleta de adesões. O passo seguinte é o diálogo com os parlamentares para o acompanhamento da tramitação e aprovação do Projeto de Lei sobre a Vida Pregressa dos Candidatos.
Iniciada em abril de 2008, a Campanha Ficha Limpa quer criar critérios mais rígidos para que alguém possa se candidatar. Na prática, o PL terá um papel preventivo, garantindo assim candidaturas idôneas no processo eleitoral. Para conhecer mais o projeto e aderir à campanha, basta visitar o site da iniciativa http://www.mcce.org.br/.
Fonte: Assessoria de Comunicação da SE-MCCE.

CONVITE

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

FOTOPOEMA

“ Bandeira que conduz á um reino de Paz, Amor e Fraternidade
FOTO: luciano Garcia
"Mais uma parceria com um artista. Desta feita um artista das lentes, do registro de imagens. Luciano Garcia é um garoto da Capital São Paulo que conhecí na Militancia Política. Mesmas origens que as minhas, este católico de esquerda, começou na fotografia clicando pessoas em movimento, pessoas em luta por condições melhores de vida. Cada imagem deste menino, que despertou para a arte de fotografar em 1997, traz sofrimentos, angustias, esperanças e solidariedade do povo pobre, trabalhador e excluído de oportunidades. Suas fotos despertou em mim o desejo de escrever poesia, sobre cada foto de Luciano. Mas versos e frases livres, tiradas de minhas impressões sobre as imagens. È lindo e revela milhões de sensações o que venho extraindo de cada trabalho de Luciano. Se você quiser conhecer mais o trabalho deste artista acesse os seguintes endereços: http://www.lucianofotos.com/ e http://www.flickr.com/photos/lucianogarcia/ ."

DICA DE FILMES

"Feira de Filmes é uma loja de DVDs voltados para as lutas populares e sociais. A loja tem um acervo enorme de filmes alternativos, independentes e de temáticas de esquerda e revolucionária. Quem quiser adquirir, o endereço eletrônico é: feiradefilmes@gmail.com ou pelo telefone:11-6621-5033. Vou publicar aqui sinopse de dois DVDs por dia, mas a lista completa é só pedir que a loja envia".
“Amazônia em Chamas” de John Frankenheimer
Quando os empresários olharam para a Amazônia, eles viram dinheiro, oportunidade e o futuro. Nada poderia impedí-los de realizar seus objetivos. A não ser Chico Mendes. Desde sua infância, Chico Mendes (Raul Julia, de Acima de Qualquer Suspeita) foi testemunha das brutalidades cometidas contra os seringueiros, explorados por seus patrões. Ainda jovem, decidiu dedicar-se a uma luta em favor de justiça para o povo de sua região. De pequenas discussões com criadores de gado, passando pela liderança de seu sindicato, a uma campanha internacional contra a devastação da floresta amazônica, Chico Mendes acreditava no diálogo e em soluções sem violência. Acabou transformando-se em uma figura de importância nacional, um herói local, e um peso ainda maior para seus inimigos...até que uma emboscada marcou o fim de sua vida de dedicação e esperança.
"Chico Mendes - Eu quero viver” de Adrian Cowell
Entrevista concedida à Associação dos Geógrafos Brasileiros em junho de 1988, onde Chico Mendes fala sobre a história dos seringueiros desde o início do século, sobre sua luta, sobre as várias ameaças de morte que recebeu. Resultado de seis anos de trabalho, o filme registra a vida, a luta, a morte e o julgamento dos assassinos de um dos grandes defensores da ecologia.

A PERSONALIDADE

Esta seção tem o objetivo de prestar homenagem a personalidades, culturais, políticas e sociais, do País, publicando obras ou biografias. Cada personalidade, ficará por uma semana com sua História na tela. O Blog aceita contribuições, é só manda-las para: revupoeta@yahoo.com.br ou revupoeta@gmail.com ".
MARIO PRATA
A OBRA DE HOJE
O Casamento De Romeu E Julieta Alfredo Baragatti, advogado, descendente de italianos, Palmeirense roxo, membro do Conselho Deliberativo do clube, criou sua Julieta para ser como ele, mais uma apaixonada pelo Time. Batizada em homenagem aos ídolos palmeirense: "juli" de Julinho e "eta" de Echevarietta, é jogadora do time feminino do Palmeiras como centroavante. Julieta se apaixona por Romeu, médico oftalmologista, (45 anos), Corinthiano "roxo".
Ficha Técnica
Título Original: O Casamento De Romeu & Julieta
Gênero: Comédia
Lançamento (Brasil): 2004
Distribuição: Buena Vista International
Direção: Bruno Barreto
Roteiro: Jandira Martini, Marcos Caruso & Bruno Barreto
Produção: Paula Barreto
Produtores: LC Barreto & Filmes Do Equador
Direção de produção: Wellington Pingo
Produtor Executivo: Francisco Ramalho Jr.
Co-produção: Miravista, Buena Vista International, Geração Conteúdo Estúdios Mega, Mega Color, BMG
Fotografia: Adriano Goldman
Fotografia de cena: Paula Prandini
Direção de arte: Cássio Amarante
Figurino: Caia Guimarães
Edição: Ricardo Mehedff
Produtor de elenco: Viviam Golombek
Elenco: Luana Piovani (Julieta)Luis Gustavo (Alfredo Baragatti)Marco Ricca (Romeu)Martha Mellinger (Isabella)Mel Lisboa (Joana)Leonardo Miggiorin (Zilinho)Berta Zemmel (Nenzica)Renato Consorte (Imparato)Cybele Jácome (Vilma)Rafael Golombek (Presidente do Palmeiras)Zé Vasconcelos (Padre)Marina Person (Repórter) Curiosidades-
Baseado no conto "Palmeiras, Um Caso de Amor" de Mario Prata.
- Cronograma de produção: Pré Produção 28/10/2003 a 24/11/2003; Produção 25/11/2003 a 08/02/2004; Filmagem 09/2/2004 a 31/03/2004; Pós- produção 01/04/2004 a 18/07/2004; Lançamento comercial nacional em Outubro 2004.
- O Casamento de Romeu e Julieta, 16.º filme do diretor de Dona Flor e Seus Dois Maridos.
- Romeu sofre por ter de fingir que é palmeirense. Imagine ir até um estádio e sentar-se na arquibancada do time rival? Pois Ricca sofre duplamente, na pele do personagem e na própria, afinal, ele é palmeirense.- No inicio se noticiou, ainda em 2003, que Romeu seria Taumaturgo Ferreira. - Sinopse extendida:Alfredo Baragatti, advogado, descendente de italianos, Palmeirense roxo, membro do Conselho Deliberativo do clube, criou sua Julieta para ser como ele, mais uma apaixonada pelo Time. Batizada em homenagem aos ídolos palmeirense: "juli" de Julinho e "eta" de Echevarietta, é jogadora do time feminino do Palmeiras como centroavante. Julieta se apaixona por Romeu, médico oftalmologista, (45 anos), Corinthiano "roxo".Romeu pelo amor de Julieta finge ser Palmeirense e se envolve com a família de Julieta, a ponto de se tornar sócio do palmeiras e frequentar aos jogos fazendo se passar por um torcedor fanático do "Verdão". Romeu passa a correr o risco de perder o respeito e o amor de sua família - Zilinho, filho de 22 anos e a Avó Nenzica ambos Corinthianos adicais. A mentira gera uma série de confusões e mal entendidos, acontecimentos inesperados e absolutamente deliciosos, entre as duas famílias rivais.

Extraído: http://www.meucinemabrasileiro.com/filmes/casamento-de-romeu-e-julieta/casamento-de-romeu-e-julieta.asp .

CONVITE

PROJETO SOM 100 JABÁ apresenta BANDA PRETO SOUL
Domingo 27/9 13 hs
Parque Guarapiranga SP
transmissão ao vivo Horário: 27 setembro 2009 de 13:00 a 14:00
Local: Parque do Guarapiranga
Produzido por: 100 jabá web rádio Detalhes
Domingo 27/9 13 hs Parque Guarapiranga/SP, transmissão ao vivo na http://www.100jaba.com/
Veja mais detalhes e RSVP em Clube Caiubi de Compositores:
Sobre Clube Caiubi de Compositores Rede social de produtores, músicos, intérpretes e principalmente, compositores 4340 membros
24101 fotos
10390 músicas
3276 videos 120 tópicos
1415 eventos
3283 postagens no blog

FLORESTAN FERNANDES E O PT

FLORESTAN FERNANDES FAZ FALTA AO PT E AO BRASIL!
Florestan Fernandes O HORROR DO POLITICISMO PARA SE CHEGAR AO PODER
Folha – O que falta para que o PT se torne um grande partido de Massas?
Florestan – Ele está se tornando. Mas é preciso distinguir os meios que são perseguidos para que um partido cresça. Eu pessoalmente não sou favorável à social-democratização que descaracteriza um partido de trabalhadores. A social-democratização do fim do século 19-início do século 20 constituiu um processo revolucionário indiscutível. Os socialistas estavam identificados com a revolução, ligando seus dois tempos – a revolução dentro da ordem e a revolução contra a ordem. Posteriormente, especialmente depois da Primeira Guerra Mundial, mas particularmente no contexto posterior à luta contra o nazismo, a social – democracia enrolou suas bandeiras revolucionárias e se tornou um partido reformista, que taticamente se reduz a defender a reforma capitalista do capitalismo.
Folha – O PT é um partido reformista?
Florestan - Na última campanha eleitoral a propaganda política do PT resvalou muito por ai. Eu, como marxista, tenho uma posição mais firme.
Folha – A que aspectos da campanha especificamente se dirige sua crítica?
Florestan – Ao tipo de propaganda que se fez pela televisão e à tentativa de dar um ar muito civilizado às pretenções das classes trabalhadoras, suavizar o impacto daquilo que é fundamental a elas. Eu tenho a impressão de que o partido de trabalhadores deve ser firmemente proletário no seu socialismo.
Folha - Não é o caso do PT...
Florestan – Dentro do PT há várias correntes, umas mais avançadas outras menos. Não quero travar polêmica com as correntes que existem dentro do partido ao qual me filiei.
(Entrevista exclusiva dada ao jornal a “Folha de São Paulo” em 22 de junho de 1986)
A situação de falência múltipla dos pressupostos básicos que sempre nortearam os princípios políticos do Partido dos Trabalhadores se deve a um determinado grupo de burocratas politicistas que tomaram de assalto a maquina partidária e dela fizeram sua morada pessoal. Entendiam que o partido para conquistar o Estado não deveria medir esforços, pois o que vale é alcançar os fins não importando os meios.
A trilha para se chegar a dominar a maquina do Estado já era conhecida por todos usa-se o caixa dois ou a “contribuição não declarada”, elege-se um marqueteiro sem princípios partidários, mas com habilidades plásticas e simbólicas para fabricar imagens, sentimentos e princípios. Este era o caminho das pedras que todos os partidos políticos de uma forma direta ou indireta utilizaram em suas campanhas eleitorais.
O Partido dos Trabalhadores só introduziu algumas inovações que já estavam sinalizadas em campanhas passadas de outras agremiações partidárias, ou seja, o favorecimento de empresas de propaganda e publicidades nas licitações públicas. Aceitando o superfaturamento das mesmas ou concedendo aditamentos financeiros aos contratos durante a prestação dos serviços de publicidade.
Esse processo de favorecimento no qual acompanha a lavagem de dinheiro e o recebimento de recursos do exterior, como amplamente divulgado pelas comissões de inquérito ( com provas documentais ), feriu os petistas como eu, nós e eles. Como baluarte da ética na política e acreditando na possibilidade de sermos felizes, muitos militantes hoje estão desanimados, atordoados e sem perspectiva.
A ala dominante partidária do PT deveria fazer uma autocrítica de sua atuação e relembrar as posições políticas do professor Florestan Fernandes que sempre foi respeitado e consultado pela totalidade das tendências do partido. Não esquecer que a atuação desse militante conseguia o consenso pela competência discutindo as questões sensíveis do partido, pois como acadêmico brilhante das ciências sociais no Brasil demonstrou durante sua existência firmeza de princípios no combate ao capitalismo.
O Partido dos Trabalhadores, assim alertava Florestan desde 1986 estava resvalando para um reformismo. No qual julgo que o mesmo complementaria afirmando que a referida agremiação mostrava sinais de conservadorismo, apostando em um caminho da revolução dentro da ordem. Inconformado com os fatos ele não mediria esforços para discutir com o partido há necessidade de mudanças radicais de encaminhamentos e novos princípios, principalmente no que se refere à política econômica.
Acreditamos que Florestan recorreria ao amigo José Chasin que possui uma brilhante análise sobre a realidade nacional com seu artigo sobre o politicismo que assim está expresso:O politicismo arma uma política avessa, ou incapaz de levar em consideração os imperativos sociais e as determinantes econômicas.
Expulsa a economia da política ou, no mínimo, torna o processo econômico meramente paralelo ou derivado do andamento político, sem nunca considerá-los em seus contínuos e indissolúveis entrelaçamentos reais... ( CHASIN, José. Hasta Cuando. Ensaio n. 10, 1982, p. 7 e 8 )
O que sustenta o governo Lula é a política econômica que atende aos interesses do grande Capital financeiro internacional, cultivando uma inflação controlada aos olhos da classe média e fazendo uma imensa política assistencialista capaz de abafar as graves contradições do sistema capitalista. Isto é evidente quando percebemos a lógica recessiva que comanda a economia e que esta cada vez mais longe do cenário político, desprezando por completo o estudo da economia política.A blindagem que a cúpula partidária fez para que as denúncias não atingissem a política econômica demonstra essa separação entre economia e política que tem por objetivo atender aos interesses do grande capital.
Entendo que essa falta de percepção histórica no entendimento da realidade faria Florestan Fernandes sair do PT ou tentar recuperar as premissas originais do partido. Estimado amigo e professor Florestan Fernandes que falta fazes no debate político do Brasil e para o Partido dos Trabalhadores, sua ausência na academia desfalca a intelectualidade brasileira, bem como sua não presença no partido fragilizou os preceitos revolucionários e a ética do mesmo.

COPIANDO E REPASSANDO

"Esta secção, tem como objetivo socializar através da leitura dos posts uma obra literária de vulto. Todo dia será postado um texto do livro a ser abordado. Quem tiver sugestões e queira colaborar, envie nome das obras ou as mesmas para este exercício de compartilhar arquivos e conhecidos. Endereço Eletrônico: revupoeta@yahoo.com.br ou revupoeta@gmail.com “.
A OBRA
Vamos iniciar com a coletânea Mulheres, que reuni textos do escritor Uruguaio Eduardo Galeano. A obra compõe escritos de vários livros do autor, como a trilogia Memória do Fogo, O livro dos Abraços, Vagamundo, Palavras Andantes, Dias e Noites de Amor e Guerra, entre outros. Galeano autor do best seller As veias abertas da América Latina, faz uma homenagem carinhosa a mulheres ilustres e anônimas que ajudaram a construir a História das Américas.
O TEXTO
OS NEGRORES E OS SÓIS
Uma mulher e um homem celebram, em Buenos Aires, trinta anos de casados. Convidam outros casais daqueles tempos, gente que não se via há anos, e sobre a toalha amarelenta, bordada para o casamento, todos comem, riem, brindam, bebem. Esvaziam umas quantas garrafas, contam piadas picantes, engasgam de tanto comer e rir e trocar tapinhas nas costas. Em algum momento, passada a meia noite, chega o silêncio. O silêncio entra, se instala; vence. Não há frase que chegue até a metade, nem gargalhada que não soe como se estivesse fora do lugar. Ninguem se atreve a ir embora. Então, não se sabe como, começa o jogo. Os convidados brincam de quem leva mais anos morto. Perguntam-se entre si quantos anos faz que você esta morto: não, não, se dizem, vinte anos não: você esta diminuindo. Você leva vinte e cinco anos morto. E é isso.
Alguém me contou, na revista esta estória de velhices e vinganças ocorridas em sua casa na noite anterior. Eu terminava de escuta-la quando tocou o telefone. Era uma companheira Uruguaia que me conhecia pouco. De vez em quando vinha me ver para passar informação política, ou para ver o que se podia fazer por outros exilados sem teto nem trabalho. Mas agora não me telefonava para isso. Esta vez telefonava para me contar que estava apaixonada. Disse-me que finalmente tinha encontrado o que havia estado buscando sem saber que buscava e que precisava contar para alguém e que desculpasse o incômodo e que ela tinha descoberto que era possível dividir as coisas mais profundas e queria contar porque é uma boa notícia, não? e não tenho a quem conta-la e pensei.
Contou me que tinham ido juntos ao hipódromo pela primeira vez na vida e ficaram deslumbrados pelo brilho dos cavalos e dos blusões de seda. Tinham uns poucos pesos e apostavam tudo, certos de que ganhariam, porque era a primeira vez, e tinham apostado nos cavalos mais simpáticos ou nos nomes mais engraçados. Perderam tudo e voltaram a pé e absolutamente felizes pela beleza dos animais e a emoção das corridas e porque eles tambem eram jovens e belos e capazes de tudo. Agora mesmo, me disse ela, morro de vontade de ir na rua, tocar corneta, abraçar as pessoas, gritar que eu amo e que nascer é uma sorte.

AÇÕES GOVERNAMENTAIS

Silvio Brito é o presidente da CPI que investiga possíveis irregularidades na Cultura Os vereadores integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as possíveis irregularidades na contratação de servidores para a Secretaria da Cultura, escolheram Silvio Brito (PDT) para presidir a comissão que terá como relatora a vereadora Nilce Segalla (PTB). “Nosso trabalho nesta CPI será de apurar os fatos e todos os procedimentos serão deliberados pela comissão. Agradeço a confiança dos colegas”, disse Brito. A relatora da CPI antecipou que pretende sugerir a Comissão a realização de oitivas, diligências. Também são integrantes da CPI a vereadora Elza Tank (PTB), os vereadores Miguel Lombardi (PR), Paulo Hadich (PSB). A primeira ação da CPI foi de encaminhar uma notificação para o Prefeito para que ele apresente a defesa e o prazo para este pronunciamento, segundo Silvio Brito, é de 10 dias contados a partir do recebimento do mandado. “Vamos aguardar o recebimento da defesa ou o prazo para uma nova convocação que terá por objetivo apreciar a defesa e definir futuras deliberações”, informou Brito. Júnia Mariano Depto. Assessoria de Imprensa
http://br.mc511.mail.yahoo.com/mc/composeto=imp_presidencia@camaralimeira.sp.gov.br 19 3404.7522Rua Pedro Zaccaria, 70 Fone/Fax: 19 3404.7500 CEP: 13484.350 LIMEIRASP

O QUE ESTOU LENDO NESTE MOMENTO?

O reencontro com a literatura A leitura sempre ocupou um espaço imensurável em minha vida.
Aprendi a ler com minha mãe e minha avó (que é praticamente uma semi-analfabeta e aprendeu com a vida) antes mesmo de se iniciar o processo de alfabetização escolar. Os gibis e as “historinhas” foram a porta de entrada ao magnífico mundo da literatura. Creio que, o que transformou a minha primeira ralação com a leitura, antes vista como recurso de diversão, numa forma capital de se adquirir conhecimento crítico, foi o contato aos quinze anos com uma obra fundamental para a minha formação como sujeito: O Manifesto Comunista de K. Marx e F. Engels. A partir daí, o espaço da literatura como modelo narrativo, começou a ser deixado de lado (hoje vejo como um erro) pra dar lugar a uma “ânsia acadêmica” que perdurou por muito tempo, culminando no ingresso na faculdade de Ciências Sociais. Quando iniciei o curso, qualquer possibilidade de contato com alguma obra de ficção foi ainda mais pormenorizado, uma vez que tinha que conciliar meu tempo entre o trabalho e o curso, que exige uma carga de leituras acadêmicas exaustivas.
No meio disso tudo senti um vazio que foi preenchido com a redescoberta de um poeta magnífico que ocupa um lugar de favorito dentre poucos que pude muito rapidamente degustar. Conheci Augusto dos Anjos ainda no ensino médio e a pouca importância que uma parte da crítica ainda insiste em preservar, me fez querer me debruçar mais sobre o autor. Hoje, novamente, “inventei” uma brecha no tempo pra que eu pudesse de novo sentir a angústia gritante dos seus versos e me reencontrar com a literatura.
Marcos de Lima: estudante de ciências sociais da PUC Campinas
TITULO: EU E OUTRAS POESIAS
AUTOR: AUGUSTO DOS ANJOS
EDITORA: L&PM
PREÇO: 13reais
PS: Para enviar comentários, sobre o livro que você esta lendo, basta um texto de no máximo 10 linhas e uma foto sua. E aí é só mandar: revupoeta@yahoo.com.br ou revupoeta@gmail.com